27 setembro, 2011

Nuclear? NÃO, NÃO E NÃO.

1ª parte do Prós e Contras de 2011-09-26 - Prós e Contras


2ª parte do Prós e Contras de 2011-09-26 - Prós e Contras





O programa foi interessante, parabéns Fátima Campos Ferreira .

Quanto ao M.E.E., Álvaro Santos Pereira só lhe tenho a dizer:
- NÃO À ENERGIA NUCLEAR. (e ponto. Entendeu?)


A razoável confiança que estava começando a ter por A.S.P. caiu por terra, este ministro desceu abismalmente na minha consideração, a partir do momento em que este MEE referiu que a nuclear é uma possibilidade.

Afinal é mais um MÉ MÉ que faz MÉÉ a "gente", sem escrúpulos nem moral, que anda a tentar impor a energia nuclear em Portugal há décadas, a central experimental já a meteram há anos no nosso País sem terem tão pouco feito um referendo, andam a fazer uma aproximação com pantufas nas patinhas para chegarem aos fins.

A energia nuclear sai mais barata para os cidadãos?
Pois bem, já lá dizia a minha avó:
- O barato sai caro!

Não têm exemplos suficientes no Mundo acerca dos malefícios da EN?
Quem ficará beneficiado com a nuclear? Diga-me quem beneficia? Vá lá vomite os nomes!

Para que a Economia se torne uma ciência terá de respeitar o ser Humano , e actualmente só posso chegar à conclusão que não é ciência, porque a ciência serve o interesse de toda a Humanidade, e os interesses vorazes de hiper-lucros fáceis dos "grandes" grupos económicos e "grandes" entidades nunca poderão prevalecer sobre toda a Humanidade ou a vontade dos cidadãos.

Sabem é muito perigoso para um País (que se ache desenvolvido) e respectivos cidadãos que os líderes não dêem crédito aos resultados das eleições.
Tornou-se moda neste Jardim Continental que qualquer um incompetente ascenda e tome o poder a saque.

Num País civilizado os sinais da cidadania devem ser interpretados de forma saudável, indivíduos que se sentam no poder com 23% (VINTE E TRÊS por cento) dos votos dos eleitores (recenseados) mostram um total e vil desrespeito para com os cidadãos desse País...»


Grupo no facebook:

Eu exijo que a Legislação Eleitoral seja alterada






Sem comentários:

Enviar um comentário

Bem vindo quem venha por bem e saudações especiais aos críticos construtivos.