18 maio, 2011

Conduzir os destinos de um povo não é para todos!!




xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

«Ex-ministro em directo na SIC
Catroga: "Andam a discutir pentelhos" (COM VÍDEO)»






Mensagem para esse "grande amigo de Portugal e dos Portugueses":

Ok, Catroga se quiseres a gente rapa a pentelheira e vamos ao que realmente importa, ok?

Apuramento dos resultados da gestão, administração e aplicação dos fundos que vieram da União Europeia (desde a n/entrada no €) com vista à estruturação; coesão, etc. de Portugal.

Estudo dos programas; sub-programas; projectos; e afins criados, quais as finalidades dos mesmos, duração, dinheiro envolvido e resultados.
Apuramento de responsabilidades, interacção entre a justiça e fiscalização europeias, no sentido de se resolver de vez as más gestões, desvios de dinheiros para outros fins, enfim a corrupção.

Todos sabem que muito dinheiro que a Europa enviou para Portugal (empréstimos) evaporou-se como que por artes mágicas, assim sendo, exijo que o dinheiro seja devolvido (já que não foi aplicado para os fins a que se destinava) com juros de mora; multas; e que a justiça se cumpra na barra do Tribunal Europeu.

------------------------------------

Nota adicional:

No orçamento de Estado para 2011, a palavra corrupção aparece uma única vez:

Ver no D.R. I Série, n.º 253, de 31 de Dezembro de 2010, mais precisamente na página n.º 6122-(215) o «MAPA XV
PIDDAC 2011
PIDDAC
Unidade: Euros
Fonte: MFAP/DGO
Programa de Investimentos e Despesas de Desenvolvimento da Administração Central...»




Mas acontece que o dinheiro para combater a corrupção é dado ao Ministério de defesa mais precisamente às forças armadas.


Vejamos porquê:
O G.O.P. - Grandes Opções do Plano para 2010-2013 refere logo no seu índice (página 3) que o reforço do combate à corrupção está incluído na «4.ª Opção – Melhorar a Qualidade de Vida e Promover a Coesão Territorial, o Desenvolvimento Sustentável e a Qualidade de Vida», isto é, o combate à corrupção é do âmbito do Ministério da Justiça.



Estará a justiça Portuguesa em estado de hibernação?

Contra factos não há argumentos!

Foi tudo uma questão de tempo para chegarmos à lamentável situação a que nos condenaram...

A história não se apaga!

O Futuro é em frente e começou Ontem!


XXXXXXXXXXXXXXXXXXxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

É lamentável o que aconteceu em Setúbal no dia 1.º de Maio.

No seu artigo 44.º diz a nossa Constituição da República o seguinte:










Quero manifestar aqui a minha solidariedade para com o grupo de cidadãos de Setúbal (cidade que fica muito perto da capital de Portugal, Lisboa) que no dia 1.º de Maio desfilaram pelas ruas da cidade pacificamente.

O que terá provocado tanta violência policial?
Terá sido devido à letra que estava em algumas faixas?





Ou terá sido devido às seguintes palavras de ordem?:

- A vida é nossa, e não do patrão!
- Nós não negociamos a nossa escravidão!
- É mesmo necessário o aumento do salário!
- O povo unido não precisa de partidos!
- Os preços aumentaram...
- É preciso é urgente uma politica diferente!
- Há aqui anti-capitalistas!
- A vida é nossa, vamos tomá-la de volta! 
- Ninguém gosta de vocês!


Só mesmo vendo para crer:





Sem comentários:

Enviar um comentário

Bem vindo quem venha por bem e saudações especiais aos críticos construtivos.